terça-feira, 29 de março de 2011

O prazer de comer: mudando o foco (2)

Estava relendo uma antiga postagem onde eu comentava que a comida não era mais importante fonte de prazer para mim.

Posso rever minha opinião? Cheguei a uma conclusão: sou apaixonada por comida. Ela me encanta. Me encanta principalmente porque hoje a vejo com outros olhos, vejo como uma amiga querida, inseparável, que só vai me prejudicar se eu abusar dela.

É preciso entender a comida e fazer as pazes com ela, dar a ela o seu valor, pois ela é sagrada.

Dizem que não dá pra viver de amor, mas dá pra amar o que te faz viver, e essa relação é muito saudável e prazeirosa.

Eu queria ter o poder de inventar um óculos que fizesse as pessoas enxergarem a comida como ela realmente é e para que ela serve. Melhor ainda seria se esse óculos permitisse ver dentro de nosso corpo o que a comida faz por nós. Certamente ninguém mais comeria batata frita (a menos que tirasse o óculos...).

Nenhum comentário:

Postar um comentário